Igreja sede: Rua Osvaldo Cruz, 330 - Bairro Forquilhinhas - São José - SC
Congregação Prainha : Morro do governo, 436 - Bairro Prainha - Florianópolis - SC
Contatos / informações : ibforquilhinhas@hotmail.com

quinta-feira, 25 de março de 2010

A Providência de Deus

Série de estudos

1 - A Providência de Deus

Rev. Ronald Hanko

Fonte : www.monergismo.com
Tradução: Felipe Sabino de Araújo Neto

A palavra providência não é encontrada na Bíblia. Ela é usada como um
nome para o ensino bíblico que Deus é o Governador sempre presente de
toda a criação.
Como Governador soberano da criação, Deus cuida e supre as
necessidades de todas as suas criaturas. Observe que a palavra prover é
encontrada na palavra providência.Providência, contudo, não se refere somente
a essa provisão, mas também ao controle, direção e uso de todas as coisas por
Deus para os seus propósitos. “Todos os moradores da terra são por ele
reputados em nada; e, segundo a sua vontade, ele opera com o exército do céu
e os moradores da terra; não há quem lhe possa deter a mão, nem lhe dizer:
Que fazes?” (Daniel 4:35). Isso, também, é sua providência.
Providência significa que nada acontece por acontecer. Não existe tal
coisa como acaso ou sorte (Mt. 10:29, 30). Todas as coisas são obra de Deus.
Mesmo os atos pecaminosos dos ímpios e a atividade do diabo estão
completamente sob o controle de Deus (Ex. 4:21; 1Sm. 2:25; 2Sm. 16:10;
S2m. 24:1; 1Reis 22:19-22; Sl. 139:1-16; Pv. 16:1, 4, 9; Pv. 21:1; Is. 10:15; Is;
45:7; Is. 63:17; Jr. 10:23; Dn. 4:17; Amós 3:6; Mt. 8:31; Atos 2:23; Atos 17:28;
Rm. 9:18). Todavia, Deus é tão grande que ele não é responsável por
nenhuma das impiedades que os homens praticam. Verdadeiramente, seus
caminhos não são os nossos caminhos, e os seus pensamentos não são os
nossos pensamentos (Is. 55:8).
Quando a Escritura fala da providência de Deus, ela na maioria das
vezes fala de sua “mão” (Sl. 109:27; 1Pe. 5:6). É por sua mão que ele provê
para as suas criaturas e lhes dá vida e fôlego. É com sua mão que ele guia e
dirige o curso de todas as cosias, de forma que sirvam ao seu propósito
maravilhoso. Sua mão é seu poder soberano e todo-poderoso.
Algumas vezes até mesmo homens são descritos como a mão de Deus,
quando ele usa-os para realizar o seu propósito (Sl. 17:13, 14) ou quando eles
são os instrumentos de seu propósito (Gn. 49:24; Sl. 17:13; Is. 10:15). E o que
é mais, esses homens são incapazes de questionar os tratamentos de Deus (Is.
45:9), mesmo quando eles são os instrumentos que Deus usa.
Deve existir terror indizível neste pensamento para o ímpio, pois não
importa o que eles façam ou pra onde vão, eles estão nas mãos de Deus e não
podem fazer nada à parte daquele que é o seu Juiz e Executor. Ao mesmo
tempo, há conforto sem fim na providência de Deus para os crentes, pois a
mão que os sustém é a mão de seu Pai (João 10:28, 29), que os amou
eternamente e soberana e graciosamente cuida deles. A Escritura fala até
mesmo deles sendo gravados nas mãos de Deus (Is. 49:16).
Sabendo, então, que ele é o seu Pai celestial, os crentes aprendem dessa
doutrina da providência que o seu Pai é todo-poderoso. Ele é capaz de fazer
todas as coisas necessárias para a sua salvação. Ele controla todas as
circunstâncias de sua vida, incluindo as coisas que parecem ser contra eles.
Doença, morte, pobreza, aflição, e perseguição não chegam por mero acaso,
mas estão sob o controle soberano daquele que ama o seu povo e deu o seu
Filho unigênito por eles. Sem dúvida, então, todas as coisas devem cooperar
juntamente para o bem daqueles que amam a Deus (Rm. 8:28), e nada pode
separá-los do amor de Deus em Jesus Cristo (v. 39).

Fonte (original): Doctrine according to Godliness,
Ronald Hanko, Reformed Free Publishing
Association, p. 90-91.